quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Recusa

Texto feito a quarto mãos. Valeu, Paulinha! Sou seu fã! haha

Um dia, quando tu voltar,
Eu hei de te encontrar
E te mostrar que o teu amor
Agora não me veste mais.

Quando bater em minha porta
Para tentar me agradar
E quiser pra mim voltar,
Terás em ti o teu amargo que plantaste em mim outrora.

Quero que saibas desde agora
Que eu me tornei igual às outras,
Que te ama e vai embora,
Sem a pressa do retorno.

É que eu sou do tipo tinhoso
Que te espera até cansar,
Mas na falta do teu corpo,
Te procura em outro par.

E nas madrugadas do meu sono,
Te enclausuras no teu mundo.
Vê se esqueces o meu número.
Com a tua dor eu não mais moro!

E se acaso for chorar na mesa de algum bar,
Por favor, não me recorde.
Tenhas a mim como uma morte
Que esmaga o teu peito.

3 comentários:

SECRET FEELINGS disse...

Nossa que texto lindo!
Amei.. tudo que que queria falar pra uma pessoa..
já estou te seguindo, se puder me seguir tbm... :D
ficaria grata!

beijokas
niki
www.municklameri.blogspot.com

Thaamy disse...

Nós doamos á pessoas, e nem sempre estas recolhecem o mesmo.
Você descreveu esse tema de maneira simples e poética. parabéns.
Estou seguindo seu blog.
Quando puder segue o meu também ok ?

Te espero lá !

http://blackbluedot.blogspot.com/

Um beijo.

Paulinha disse...

...E te mostrar que o teu amor
Agora não me veste mais...

Será perfeito esse dia!! Até mesmo recusar as ligações de madrugada...
Amei o texto!!!
Bjos Paulinha...

Postar um comentário

 
;